Onde estou: Maneco Pneus > Faq - Perguntas Frequentes

Perguntas Freqüentes

Dúvidas:
DURABILIDADE - Pneus lameiros duram menos no asfalto ? [Resposta]
DURABILIDADE - Quanto dura o pneu? [Resposta]
TAMANHO - pneus orignais ou maiores [Resposta]
DURABILIDADE - Pneus lameiros duram menos no asfalto ?[topo]
Resposta:

Durabilidade de Pneus Off Road

Pelos motivos expostos no tópico DURABILIDADE - Quanto dura o pneu ?, podemos afirmar que a diferença de durabilidade entre um pneu liso e um pneu lameiro, usados em condições idênticas* não chega a 15%.

Por ter maior área de contado com o solo, o pneu liso terá o peso do veículo melhor distribuído, além de maior tração em pisos firmes, portanto irá durar um pouco mais.

Porém em terrenos inconsistentes, como lama e areia e até mesmo em estradas de terra , podemos afirmar que pneus lameiros podem ter duração semelhante ou superior, porque terão mais tração e não irão deslizar ou patinar.

A durabilidade não deve ser o fator principal levado em conta na hora de escolher um pneu lameiro para o seu 4x4.
Se o uso do seu 4x4 for mormente em pisos firmes de asfalto, cimento, calçamento e terra, a vantagem do pneus liso é somente de conforto e não de durabilidade.

É bom lembrar que pneus lameiros tem de 14 a 25 milímetros de borracha na banda de rodagem, contra 8 a 12 mm dos pneus lisos (carros e pick-ups).

E que qualquer pneu gasta mais na terra do que no asfalto.

Terrenos como terra, areia e lama, são verdadeiras lixas de pneu. Pneus lisos ou lameiros que trafegam exclusivamente em estradas de terra duram de 35 a 50% menos.

O senso comum diz que pneus lameiros duram pouco rodando exclusivamente no asfalto. Isso não corresponde a realidade, muito pelo contrário. Qualquer pneu liso ou lameiro irá durar mais rodando exclusivamente no asfalto.

DURABILIDADE - Quanto dura o pneu?[topo]
Resposta:

Quanto dura o pneu ?

Mais de 150 fatores afetam diretamente durabilidade de um pneu. Independente do pneu em si.

1) DESGASTE NATURAL DA SUSPENSÃO E CHASSIS

Muitas vezes estranhamos porque o primeiro jogo original de pneus de um carro 0 Km dura mais que o segundo jogo. A resposta é simples. O segundo jogo de pneus é instalado em um veículo que já rodou 30 ou 40 mil quilômetros e já tem sua suspensão cansada e desgastada.

Amortecedores e molas têm sua ação reduzida em até 50% após 40 mil Km. Micro folgas no chassis ou monoblocos que não existem quando o carro está pouco rodado, geram movimentos indesejados que aumentam o desgaste dos pneus.

O pneu instalado na fábrica é o mesmo do mercado de reposição.

2) ALINHAMENTO e SUSPENSÃO

O principal fator de desgaste prematuro de pneus no Brasil é devido a problemas de alinhamento de suspensão. Estradas mal conservadas exigem uma vigília constante. Devemos alinhar a direção em diversas situações:

a. Quando compramos o carro 0 Km, porque muitas vezes o transporte da fábrica a concessionária desregula o alinhamento e muitas concessionárias não refazem o alinhamento para a entrega do veículo.

b. Periodicamente, no máximo de 7 em 7 mil quilômetros ou antes:
b.1 Após fortes impactos
b.2 Após a toca de qualquer componente da suspensão ou direção (amortecedores, terminais, buchas, pivôs, etc)
b.3 Sempre que o carro apresentar tendência ? deriva.
b.4 Antes ou após vagens longas por estradas mal conservadas.

Se o uso do carro é atípico, em regiões muito planas ou montanhosas, com peso e carga plena por motivos de trabalho, em velocidades acima do normal (motorista agressivo), após a instalação de kit gás ou som automotivo profissional (peso fora do normal), devemos estar personalizando o alinhamento e a geometria de suspensão o quanto antes.

Troca de pneus e rodas por outros esportivos, modificações mecânicas (motorização, turbo, rebaixamento, tunning), uso esportivo, também exigem valores de geometria personalizados e as vezes fora do padrão de fábrica.

Folgas na suspensão impedem o alinhamento de direção e por si só geram desgastes irregulares e perda quilométrica. No Brasil peças que em outros países duram mais de 100 mil Km, perdem sua eficiência em menos de 30 mil Km. É o caso de amortecedores, molas, buchas, coxins, terminais de direção e pivôs que devem ser substituídos a miúdo para garantir um bom desempenho.

3) CALIBRAGEM

O segundo maior inimigo do pneu é a baixa pressão. Rodar com a calibragem incorreta, geralmente insuficiente, causa grande perda quilométrica.

Pneus em perfeito, montados em rodas sem vazamentos e com válvulas novas, perdem, em média, apenas 1 libra por mês.

Vazamentos podem aumentar esta perda. Furos, cortes, rodas amassadas, o uso de câmaras de ar, sujeira e válvulas ressecadas, são as principais causas de perda de pressão.

A pressão deve variar com o peso, a velocidade e o torque do carro.

Veículos que trafegam constantemente com 3 ou 4 pessoas devem usar mais libras do que carros que trafegam apenas com o seu motorista. Qualquer aumento de peso justifica o aumento da pressão dos pneus: kit gás, sistemas de som, malas, mostruários, etc.

Segundo os fabricantes cada libra a menos que o ideal gera redução quilométrica de 5%. Cada libra a mais, por sua vez, reduz o desempenho quilométrico em 3%.

Portanto um carro que deveria utilizar 31 libras e usa apenas 28 estaria perdendo 15% de durabilidade.

4) PISO

Asfalto é o melhor piso. Qualquer pneu irá durar mais no asfalto do que em qualquer outro piso conhecido. Independentemente do tipo, medida, desenho, estrutura, velocidade, pressão, veículo e qualquer outro fator intrínseco ou extrínseco ao pneu.

Portanto podemos afirmar que um pneu lameiro ou até mesmo de trator irá durar mais (maior quilometragem) rodando exclusivamente em asfalto do que em qualquer outro piso, incluindo areia ou lama.

De forma geral se considerarmos o asfalto como o melhor piso, onde obteríamos 100% de rendimento quilométrico, os demais tipos de piso e terreno teria os seguintes rendimentos:

90% - Asfalto mal conservado
85% - Cimento
80% - Paralelepípedo
75% - Calcamento (pedras regulares)
65% - terra batida
50% - Terra solta
45% - Areia
40% Lama e terrenos alagados

Parece incrível mas se utilizarmos um pneu exclusivamente em dunas ele irá durar menos da metade do que exclusivamente em asfalto. Independentemente se o pneu for liso ou lameiro.

Outros fatores que afetam diretamente a durabilidade de pneus iguais (mesma media, marca e modelo):

5) Veículos diferentes
6) Peso de uso
7) Velocidade de uso (estilo de direção do motorista)
8) temperatura (época do ano)
9) Tempo de uso (ressecamento, validade do pneu)

Já pneus de mesma medida, usados em situações idênticas*, terão durabilidade diferente devido:

10) Desenho
11) Composto (marca)
12) Medida real (tamanho real)

Em resumo teríamos abaixo os principais fatores que afetam a durabilidade dos pneus.

Principais fatores externos ao pneu:

Veículo com peso, suspensão, câmbio, manutenção
Uso alta velocidade, frenagem
Piso asfalto, cimento, paralelepípedo, calçamento, terra batida, areia, lama.
Temperatura de trabalho, época do ano e horário de uso

Principais fatores intrínsecos ao pneu:

Medida real (largura, altura, marca)
Desenho, composto e profundidade da banda de rodagem
Pressão de uso, calibragem Roda de montagem

* Em tese só é possível comparar a durabilidade de dois pneus se eles forem de mesma medida e em uma situação ideal onde o uso fosse idêntico, ou seja, em veículos, trajeto, pressão de trabalho, temperatura, velocidade e tipo de pisos idênticos.

TAMANHO - pneus orignais ou maiores[topo]
Resposta: Muitos clientes tem dúvida sobre qual tamanho de pneus devem usar. Alguns acham que apenas as medidas originais podem ser usadas e que mudar a medida/tamanho pode danificar o veículo.
Outros querem usar pneus maiores mas não sabem ao certo qual medida cabe ou não. E quais as consequências de usar pneus maiores.
A maioria dos carros, jipes e pick-ups aceitam pneus maiores ou equivalentes. Apenas alguns modelos de veículos,raros, não aceitam mudanças sem que seja necessario modificações mecânicas na suspensão.
Geralmente utilizar pneus maiores e/ou mais largos é vantajoso. Ganha-se conforto, durabilidade, resistência, aderência e tração. Perde-se um pouco da estabilidade em altas velocidades e no consumo de combustível, no caso do uso de pneus de maior diâmetro.

Consulte nossos vendedores e o especialista para saber quais medidas são mais vantajosas para cada modelo de carro e para o seu uso específico.

Formas de Pagamento:

Formas de Pagamento

Cartão de Crédito, Transferência Eletrônica, Boleto Bancário e Depósito

Dúvidas:

Como Comprar | Mapa do site |Compre pelo telefone Barbacena:(32) 3332-3010 | Juiz de Fora:(32) 3215-0609, Especialista:(32) 3215-0609.

Localização:

Barbacena - MG - Av. Gov. Bias Fortes, 1629 - Bairro Passarinhos - CEP 36.204-168

Juiz de Fora - MG - Av. Rio Branco, 946 - Bairro Centro - CEP 36.035-000

Institucional: Quem Somos

Parceiros: Pirelli